Papa expressa sua proximidade aos católicos sírios por assassinato de sacerdote

Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -

Nesta terça-feira, o Papa Francisco expressou sua proximidade à comunidade armeno-católica da Síria, após o assassinato de Pe. Hovsep Petoyan, identificado em alguns meios de comunicação como Joseph Bedoyan, junto com seu pai, pelas mãos do Estado Islâmico.

 

“Estou próximo à comunidade armeno-católica de Kamichlié, na Síria, reunida para as exéquias do seu pároco, o sacerdote Joseph Bedoyan, assassinado ontem com o seu pai. Rezo por eles, pelos seus familiares e por todos os cristãos na Síria”, escreveu o Santo Padre em sua conta no Twitter.

 

Pe. Hovsep Petoyan e seu pai Abraham sofreram uma emboscada na estrada entre a cidade de Hasakeh e Deir ez-Zora, no distrito de Busayra.

 

Ambos estavam acompanhados pelo diácono Fati Sano em um carro SUV cinza, no qual se dirigiam para inspecionar as obras de restauração da bela igreja católica armênia de Deir ez-Zora.

 

Na emboscada, os terroristas abriram fogo, assassinando o pai no local, enquanto seu filho, Pe. Hoysep, morreu depois por causa dos ferimentos. O diácono ficou ferido.

 

Nesse mesmo dia, também na Síria, desconhecidos explodiram três veículos na cidade de Qamishli, dois dos quais explodiram perto de uma igreja católica caldeia. Esses ataques deixaram seis mortos e dezenas de feridos.


Fonte: Aci Digital

 
Indique a um amigo
 
CADASTRE SEU E-MAIL

E RECEBA NOVIDADES